Os Sonetos Completos cover

Os Sonetos Completos

Antero de Quental

1. 01 - Ignoto Deo
2. 02 - Lamento
3. 03 - Poz-te Deus sobre a fronte a mão piedosa
4. 04 - A Santos Valente
5. 05 - Tormanto do Ideal
6. 06 - Aspiração
7. 07 - Se comparo poder ou ouro ou fama
8. 08 - Psalmo
9. 09 - No céu, se existe um céu para quem chora
10. 10 - Se é lei, que rege o escuro pensamento
11. 11 - Só! - Ao ermita sozinho na montanha
12. 12 - Sempre o futuro, sempre! e o presente
13. 13 - Por que descrês, mulher, do amor, da vida?
14. 14 - Não me fales de glória: é outro o altar
15. 15 - Só males são reais, só dor existe
16. 16 - Não busco n'esta vida glória ou fama
17. 17 - Ad amicos
18. 18 - A um crucifixo
19. 19 - Desesperança
20. 20 - Beatriz
21. 21 - Amor vivo
22. 22 - Visita
23. 23 - Pequenina
24. 24 - A Sulamita
25. 25 - Sonho oriental
26. 26 - Quinze anos
27. 27 - Idílio
28. 28 - Noturno
29. 29 - Sonho
30. 30 - Amaritudo
31. 31 - Abnegação
32. 32 - Aparição
33. 33 - Acordando
34. 34 - Mãe...
35. 35 - Na capela
36. 36 - Velut Umbra
37. 37 - Mea Culpa
38. 38 - O Palácio da Ventura
39. 39 - Jura
40. 40 - Ideal
41. 41 - Enquanto outros combatem
42. 42 - Despondency
43. 43 - Das Unnennbare
44. 44 - Metempsicose
45. 45 - Uma amiga
46. 46 - A uma mulher
47. 47 - Voz do Outono
48. 48 - Sepultura romântica
49. 49 - A ideia
50. 50 - A um crucifixo
51. 51 - Diálogo
52. 52 - Mais luz!
53. 53 - Tese e Antítese
54. 54 - Justitia Mater
55. 55 - Palavras d'um certo Morto
56. 56 - A um poeta
57. 57 - Hino à Razão
58. 58 - Homo
59. 59 - Disputa em família
60. 60 - Mors liberatrix
61. 61 - O inconsciente
62. 62 - Mors - Amor
63. 63 - Estoicismo
64. 64 - Anima mea
65. 65 - Espiritualismo
66. 66 - O convertido
67. 67 - Espectros
68. 68 - À Virgem Santissima
69. 69 - Nox
70. 70 - Em viagem
71. 71 - Quia aeternus
72. 72 - No turbilhão
73. 73 - Ignotus
74. 74 - No circo
75. 75 - Nirvana
76. 76 - Consulta
77. 77 - Divina comédia
78. 78 - Visão
79. 79 - Transcendentalismo
80. 80 - Evolução
81. 81 - Elogio da morte
82. 82 - Contemplação
83. 83 - Lacrimae Rerum
84. 84 - Redenção
85. 85 - Voz interior
86. 86 - Lucta
87. 87 - Logos
88. 88 - Com os Mortos
89. 89 - Oceano Nox
90. 90 - Comunhão
91. 91 - Solemnia Verba
92. 92 - O que diz a morte
93. 93 - Na mão de Deus

(*) Your listen progress will be continuously saved. Just bookmark and come back to this page and continue where you left off.

Summary

Antero de Quental foi a figura central da Geração de 70, responsável pelo início da poesia moderna, a partir da maior polêmica literária de Portugal, conhecida como "Questão Coimbrã". Destacando-se não apenas como poeta, mas também pelos seus ensaios filosóficos e literários, e na luta por ideais de liberdade e justiça social, Antero de Quental teve uma vida pública intensa e apaixonada, e deixou uma obra jornalística e literária de grande volume e valor.O volume intitulado Os Sonetos Completos foi pessoalmente organizado pelo autor em 1886. (Resumo escrito por Leni)